DRA, QUEM TEM LABIRINTITE PRECISA TOMAR REMÉDIO A VIDA TODA?

Este questionamento é feito durante as consultas quase sempre que eu diagnostico um paciente com doença do labirinto. Hoje vamos entender porque eu uso medicação o menor período de tempo possível.

Antigamente, tratava-se os pacientes com doença de labirinto com base em medicação em períodos prolongados. Porém, a ciência e principalmente a otoneurologia avançaram bastante e hoje sabemos que os remédios que aliviam a tontura, chamados de sedativos labirínticos ou sedativos vestibulares, podem atrapalhar a recuperação das doenças do labirinto. Isso porque muitos deles atrapalham o processo de compensação labiríntica central, que é o processo de recuperação do equilíbrio após uma doença vestibular, que ocorre tanto no próprio labirinto, quanto nos centros do equilíbrio cerebrais. Por isso, hoje nós médicos damos preferência a usar esses sedativos apenas nos períodos de crise e preferimos outros tipos de tratamento para a manutenção e prevenção, principalmente reabilitação vestibular, mudanças alimentares, atividades físicas, terapia psicológica, mudanças de estilo de vida, fisioterapia, etc. Também conseguimos evitar muitos efeitos colaterais das medicações com uso em curto prazo. Claro que existem exceções, e algumas doenças específicas precisam de tratamento medicamentoso prolongado. Portanto, procure um especialista para adequado tratamento e diagnóstico do seu sintoma.

Dra Kênia Assis Chaves

Médica Otorrinolaringologista

CRMMG 52018

RQE 33072

Quer agendar uma consulta? Acesse nossa página de agendamento

Posts recentes

TODO ZUMBIDO É SURDEZ?

Quem me acompanha aqui já sabe que NÃO! É fato que para o zumbido começar, tem que ter alguma lesão ou alteração do funcionamento da

Ler mais »

Entre em contato:

Local de Atendimento

Endereço: Consultório, Rua Professor Benjamin Coluci 100, Juiz de Fora

Telefones: (32) 3215-7064 ou (32) 3313-6007

Whatsapp: (32) 99118-5055