Por que devo tratar a tontura?

A resposta óbvia é para passar aquele mal estar típico de tontura, que normalmente é acompanhado de vômitos, sudorese, calafrios, arrepios e até sensação de perda de consciência. 

Mas a tontura, especialmente a crônica, causa outras limitações na vida do paciente, como a insegurança para ficar sozinho ou fazer alguma atividade específica (normalmente alguma em que o paciente já teve tontura anteriormente) e  medo de realizar algumas tarefas, o que faz com que o paciente fique dependente de um cuidador e limite muito sua vida, deixando de fazer coisas que ele adora. Já me contaram, por exemplo, que deixaram de jogar futebol, que deixaram de dirigir (essa história é extremamente comum), deixaram de viajar, deixaram de segurar o neto no colo, pararam de tomar café, pararam de comer sobremesa, não usaram óculos multifocal…. A lista é longa, cada dia os pacientes me contam uma limitação nova! E quanto mais antiga é a queixa de tontura, mais limitações eles acumulam. 

Como já falei outras vezes aqui, nenhuma dessas limitações são necessárias desde que um tratamento e acompanhamento adequados sejam feitos.

Dra Kênia Assis Chaves

Médica Otorrinolaringologista

CRMMG 52018

RQE 33072

Quer agendar uma consulta? Acesse nossa página de agendamento

Posts recentes

TODO ZUMBIDO É SURDEZ?

Quem me acompanha aqui já sabe que NÃO! É fato que para o zumbido começar, tem que ter alguma lesão ou alteração do funcionamento da

Ler mais »

Entre em contato:

Local de Atendimento

Endereço: Consultório, Rua Professor Benjamin Coluci 100, Juiz de Fora

Telefones: (32) 3215-7064 ou (32) 3313-6007

Whatsapp: (32) 99118-5055